5 CURIOSIDADES SOBRE A SAÚDE ORAL

Natal mais saudável
Agosto 2, 2017
Cirurgia Maxilofacial
Dezembro 5, 2017
Mostrar Todos

Para manter um boa Saúde Oral, mais do que manter os dentes brancos e a boca fresca, é necessário lutar contra a acumulação de placa bacteriana e tártaro, evitando assim males piores, como as cáries, mau hálito, gengivite ou periodontite. Selecionamos para si algumas curiosidades e dicas sobre a Saúde Oral que vai querer ter em conta daqui em diante!

A FORMA COMO ESCOVAMOS OS DENTES PODE AFETAR AS GENGIVAS

Para que o resultado deste ritual seja positivo e saudável, é importante estar atento a alguns detalhes, como a escova ser macia e os movimentos realizados, leves. A escolha de uma escova de dentes adequada é tão importante quanto a lavagem. Por isso, opte sempre por uma escova de dentes com filamentos suaves ou, no máximo, médios. Para além disso, utilizar fio dental antes de cada escovagem, é a forma ideal para chegar aos espaços onde a escova de dentes não chega. Se não for possível passar o fio dental antes de cada escovagem, deve fazê-lo pelo menos à noite quando lavar os dentes antes de se deitar.

NÃO É NECESSÁRIA MUITA PASTA DENTÍFRICA PARA ESCOVAR OS DENTES

A quantidade exagerada de pasta dentífrica pode resultar em vários problemas, um exemplo é fluorose dentária com tendência a aparecer na infância. No que diz respeito à escolha de uma pasta de dentes, saiba que a maioria contém flúor, o que significa que nenhuma é melhor que a outra. Evite o uso excessivo de pastas dentífricas com propósito de branqueamento uma vez que este tipo de produto contém ingredientes abrasivos que podem desgastar os dentes com o passar do tempo e uma utilização continuada. Por fim, a utilização de um elixir bocal é a melhor forma de terminar a escovagem. No entanto, estes produtos não devem ser utilizados em excesso pois podem desequilibrar o funcionamento natural da boca.

ALIMENTOS QUENTES/FRIOS NÃO CAUSAM A SENSIBILIDADE DENTÁRIA

Saiba que sentir dor ao ingerir alimentos a temperaturas extremas não é normal. A causa real do problema é a retração gengival, resultado de uma lavagem feita com muita força. Para combater este problema tão comum, aconselhamos que evite comida como molho de tomate, limão, toranja, kiwi e pickles. Ou seja, basicamente alimentos ácidos que podem potenciar o problema em questão se a dentina estiver exposta. Se sentir os dentes sensíveis, as gengivas inchadas, vermelhas ou a sangrar, consulte imediatamente o seu dentista.

O MAU HÁLITO NÃO RESULTA APENAS DA INGESTÃO DE ALIMENTOS

Sabia que a alteração salivar é a maior causa de mau hálito? Pois bem, pode acreditar porque é verdade. A saliva funciona como um detergente oral, eliminando bactérias nos intervalos entre as higienizações boca. Quando o volume de saliva diminui, a boca fica seca e com mais bactérias causadoras do mau hálito. Ao contrário do que pensamos, também a acumulação de placa bacteriana nos dentes e na língua é outro dos grandes motivos que desencadeiam o mau hálito. Essa camada é nada mais nada menos do que o reflexo da falta de higiene oral. Outra coisa que devemos ter em conta são, mais uma vez, os produtos que consumimos. Para além de serem um dos principais culpados da alteração da cor dos dentes, o café e o tabaco em excesso também podem danificar os dentes provocar mau hálito. Por isso mesmo, estes são produtos que deve evitar consumir em excesso.

IR AO DENTISTA A CADA SEIS MESES NÃO É UMA REGRA

Visitar o seu médico dentista a cada seis meses não é de todo uma regra. Deve retornar ao consultório na data que seu dentista sugerir! No entanto, na ausência de qualquer sugestão deve até aos 30 anos de idade, fazer um check-up dentário anual. Depois dos 40 anos de idade, vá ao dentista duas vezes por ano. Na sua visita, tenha em atenção que é importante que o seu Dentista conheça o seu historial médico, alergias e medicação tomada. Ao mentir ou omitir sobre alguma dessas situações poderá interferir com o resultado do seu tratamento.

A prevenção é mesmo o melhor remédio e fazer da higiene oral diária uma rotina é fundamental para dentes e uma boca sã. Em contrapartida, uma boca saudável auxilia uma dicção clara e correta, assegura um sorriso bonito, ajuda a manter um bom hálito, contribui para o estado geral da sua saúde, facilita o mastigar dos alimentos, reduz a probabilidade de doenças dentais e de boca, reduz as despesas relacionadas com a saúde oral, assegura que mantenha os seus dentes naturais ao longo de toda a vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *